Para você entender ainda mais sobre o assunto, selecionamos os 3 melhores exemplos em que foi usado a pesquisa qualitativa na psicologia.

Talvez você não saiba, mas as técnicas qualitativas podem ser aplicadas a outras áreas de estudo, como na psicologia. 

Guia completo e atualizado sobre pesquisa qualitativa.

Exemplos de pesquisa qualitativa na psicologia

Pesquisa qualitativa e terapia ocupacional

A fim de entender quais são as contribuições da terapia ocupacional, Camila Motizuki e Milton Mariotti fazem entrevistas semiestruturadas com indivíduos diagnosticados com transtornos mentais.

53
Pode dar aquela ajuda pro Ibpad?

Você trabalha com Política?

Obrigado!!!

O foco da terapia ocupacional está em engajar os pacientes em atividades que preencham a sua vida cotidiana e fomentem saúde e bem-estar.

O artigo “Percepções de indivíduos com transtornos mentais e familiares sobre o desempenho ocupacional: contribuições da terapia ocupacional” foi publicado na Revista de Terapia Ocupacional da USP.   

Importância do lazer e da inclusão de pessoas com transtornos mentais no mercado de trabalho

Os resultados mostram a íntima relação entre o lazer e a saúde mental. As atividades produtivas também trazem benefícios, mas pessoas com doenças mentais costumam ter dificuldades para encontrar emprego.

E quando conseguem, os baixos salários não suprem sequer as necessidades básicas.

Qual a relevância do uso da pesquisa qualitativa e quantitativa?

Pesquisa qualitativa e homofobia no ambiente de trabalho 

No artigo “Orientação sexual e inclusão: um estudo de caso em organização varejista de Fortaleza”, Elaine Marinho Bastos e colegas estudam experiências de homofobia no ambiente de trabalho através de entrevistas qualitativas com 10 homens homossexuais. O artigo foi publicado na Revista de Psicologia.

Homossexuais têm menores oportunidades de crescimento profissional

Os entrevistados relatam formas veladas de preconceito no ambiente de trabalho. A empresa insiste no discurso de aceitação da diversidade, mas não dá aos trabalhadores LGBTI+ as mesmas oportunidades de crescimento profissional.

A atuação homossexual é tolerada, mas somente no atendimento ao público. Nas palavras de um dos entrevistados: “o discurso é muito bonitinho, mas não tem nenhum gay gerente ou diretor”.

Contudo, como precisam manter seus empregos, os entrevistados acabam silenciando sobre os preconceitos que sofrem no dia a dia.

Veja mais 3 exemplos de pesquisa qualitativa na saúde.

Entrevistas e grupo focal para entender a parentalidade

No artigo “Experiências de parentalidade como fatores geradores de sofrimento em mulheres”, as pesquisadoras Fabíola Langaro e Zuleica Pretto realizam entrevistas individuais e um grupo focal.

O objetivo é compreender de que forma as experiências da maternidade geram sofrimento nas mulheres. O artigo foi publicado na Fractal – Revista de Psicologia da UFF.

As diferenças marcadas pelo gênero

Quando questionadas sobre o que é ser mãe e o que é ser pai, as entrevistadas evidenciam as desigualdades que marcam a maternidade e a paternidade.

A maternidade exerce um papel central na vida das mulheres. E elas chegam a negligenciar suas próprias necessidades para priorizar os filhos.

As entrevistadas também afirmam que é a mulher que se preocupa com a organização da casa e com a vida escolar dos filhos. E elas não veem a possibilidade de um arranjo organizacional no qual não sejam as principais responsáveis pela ordem da casa

Saiba qual a diferença entre pesquisa qualitativa e quantitativa aqui.

Entendendo a fundo como pesquisa qualitativas como essas anteriores são feitas

Será que é tão difícil fazer uma pesquisa qualitativa como foi exemplificado anteriormente no texto? Bom, isso depende de alguns fatores.

Depende do quão você sabe e o quão disposto está para colocar em prática, e foi pensando nisso que a IBPAD resolveu facilitar a vida de quem precisa fazer pesquisa qualitativa de modo fácil. Até mesmo para quem não sabe nada sobre o assunto.

Compilamos a dedo 5 publicações para se aprofundar em análise qualitativa para você de graça.

---
Para quem quer se aprofundar mais no uso de dados na política, o Ibpad lançou uma Formação completa com quatro cursos incríveis, confira:

Dados & Mapas – Identifique regiões de eleitores leais utilizando bases geolocalizadas
Pesquisas Eleitorais – Para tomar decisões corretas utilizando pesquisas de opinião
Pesquisa Qualitativa – Para entender como os eleitores pensam utilizando grupos focais
Inteligência de Dados em Mídias Sociais – Para quem quer ser relevante nas redes monitorando e analisando dados online