Grupos focais são grupos de discussões mediados por um pesquisador. Geralmente, esses grupos focais têm cerca de 10 participantes. 

O pesquisador faz perguntas abertas aos entrevistados e estimula o debate sobre o tema que está sendo investigado. 

Os grupos focais podem ser utilizados, por exemplo, para entender como os eleitores se comportam diante da propaganda eleitoral de um determinado candidato. 

53
Pode dar aquela ajuda pro Ibpad?

Você trabalha com Política?

Obrigado!!!

Eles podem ser realizados presencialmente ou em salas virtuais. Conheça alguns trabalhos que usam grupos focais.

Saiba o que é pesquisa qualitativa agora.

Veja alguns exemplos de Pesquisa qualitativa e exemplos de trabalhos que usam grupos focais

Exemplo 1: Grupos focais com assessores de deputadas federais

Um grupo focal foi utilizado por Antonio de Barros, Isabele Mitozo e Elisabete Busanello no artigo “Depois de eleitas: os desafios de deputadas federais para o exercício do mandato”. 

Os pesquisadores queriam compreender que problemas as mulheres que entram para a política enfrentam. 

Para isso, fizeram um grupo focal online com 12 assessoras/es de deputadas federais eleitas em 2014. 

E, a partir dos resultados, elaboraram um questionário que foi aplicado a 506 assessoras(es). O trabalho foi publicado na Revista Brasileira de Estudos Políticos

Métodos usados e conclusões acerca da pesquisa

O grupo focal foi a técnica qualitativa utilizada para aperfeiçoar a técnica quantitativa. Ou seja, as conversas do grupo focal ajudaram os pesquisadores a elaborar um bom questionário com perguntas de múltipla escolha. 

E ficou claro que as desigualdades de gênero não fazem com que as mulheres enfrentem obstáculos somente no período das eleições.

Isso acontece também ao longo dos mandatos. Mulheres tendem a ter mais dificuldade de aprovar projetos e de participar de relatorias, por exemplo. 

Exemplo 2: Propaganda negativa e eleições presidenciais

Grupos focais foram utilizados por Felipe Borba, Luciana Veiga e Flávia Bozza no artigo “Os condicionantes da aceitação e da rejeição à propaganda negativa na eleição presidencial de 2014”. 

O objetivo dos pesquisadores era entender como os eleitores se comportam diante da propaganda eleitoral negativa. 

Ou seja, o que pensam os eleitores quando um candidato usa o seu tempo de TV para atacar um adversário. Neste trabalho, os grupos focais são as principais fontes de dados. 

Resultados da pesquisa

Os resultados mostram que os eleitores aceitam os ataques que são fundamentados por dados e que tratam de temas políticos. 

Ataques pessoais e desprovidos de evidências tendem a ser mal vistos. O artigo foi publicado na Revista Brasileira de Ciência Política.  

Exemplos 3: Grupos focais e saúde

Os grupos focais são utilizados por Rosana Onocko Campos e colegas no trabalho “Avaliação da rede de centros de atenção psicossocial: entre a saúde coletiva e a saúde mental”. 

A intenção dos pesquisadores era examinar como estavam funcionando os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) da cidade de Campinas. 

Para isso, eles realizaram 20 grupos focais com os trabalhadores dos centros de saúde mental, com os pacientes e com os familiares dos pacientes. 

O objetivo era ter acesso às opiniões de todos os grupos que frequentavam os locais O artigo foi publicado na Revista de Saúde Pública

Conclusão: O problema da falta de profissionais

Apesar das avaliações positivas, a redução da equipe nos plantões noturnos e nos fins de semana foi um dos principais problemas indicados pelos participantes da pesquisa. 

Quando o quadro de funcionários é reduzido, aqueles que estão trabalhando ficam sobrecarregados e o atendimento acaba comprometido.

Separamos alguns conteúdos de valor para você entender e estudar sobre pesquisa qualitativa de uma forma mais completa:

Saiba qual é a diferença entre pesquisa qualitativa e quantitativa.

Veja 3 exemplos de pesquisa qualitativa na psicologia.

5 publicações para se aprofundar em análise qualitativa.

---
Para quem quer se aprofundar mais no uso de dados na política, o Ibpad lançou uma Formação completa com quatro cursos incríveis, confira:

Dados & Mapas – Identifique regiões de eleitores leais utilizando bases geolocalizadas
Pesquisas Eleitorais – Para tomar decisões corretas utilizando pesquisas de opinião
Pesquisa Qualitativa – Para entender como os eleitores pensam utilizando grupos focais
Inteligência de Dados em Mídias Sociais – Para quem quer ser relevante nas redes monitorando e analisando dados online