Para você entender ainda mais sobre o assunto, selecionamos os melhores exemplos em que foi usado a pesquisa qualitativa em estudos eleitorais.

A pesquisa qualitativa é muito utilizada pela Sociologia e pela Antropologia. Mas as técnicas qualitativas podem ser aplicadas a outras áreas de estudo, como em eleições. 

Veja agora o que é pesquisa qualitativa clicando aqui.

3 Exemplos de pesquisa qualitativa em estudos eleitorais 

Entrevistas em profundidade com eleitores do Bolsonaro

No artigo “Comportamento político e questão de gênero na eleição presidencial de 2018”, José Vitor Gomes e Jairo Barduni Filho analisam como os eleitores de Bolsonaro se comportam diante de falas machistas e homofóbicas do atual presidente.

53
Pode dar aquela ajuda pro Ibpad?

Você trabalha com Política?

Obrigado!!!

Para isso, eles entrevistam oito pessoas. O artigo foi publicado na Revista Agenda Política.

Eleitores que não concordam com as frases machistas e homofóbicas, mas não veem nelas um problema

Os resultados mostram que a maior parte dos entrevistados não concorda com as frases machistas e homofóbicas do presidente. Mas somente um diz ter se arrependido do voto.

Os demais não reconhecem as falas como indicadoras de machismo e homofobia ou acham que elas não interferem nas questões de governo.

5 publicações para se aprofundar em análise qualitativa.

Pesquisa qualitativa com eleitores indecisos

Com o objetivo de entender as características do eleitor indeciso, o pesquisador Luiz Signates mobiliza três técnicas combinadas de pesquisa: etnografia, observação não participante e discussão em grupo.

Os dados se referem a 36 famílias de cidades goianas no contexto da eleição estadual de 2014. O nome do texto é “A indecisão consciente: análise qualitativa da indecisão eleitoral no pleito estadual de 2014“. Ele foi publicado na Revista Matrizes.

Vários tipos de eleitores indecisos

O autor identifica eleitores que persistem no comportamento indeciso. Alguns não têm pressa para decidir porque deixam para a semana das eleições.

E outros rejeitam a política e os candidatos de uma forma geral. Um segundo tipo identificado é o indeciso por falta de informações.

E há também o indeciso informado. Ele pode ser crítico a todos os candidatos ou pode ter apreço por vários deles.

Qual a relevância do uso da pesquisa qualitativa e quantitativa?

Grupos focais para entender o voto em Lula 

No artigo “Comportamento eleitoral: racionalidade, identidade e personalismo no voto em Lula da Silva em Salvador”, Janaína Xavier do Nascimento investiga por que eleitores da classe C de Salvador votaram em Lula em 2006.

Para isso, ela analisa os resultados de grupos focais realizados naquele ano. O artigo foi publicado pela Revista Debates.

Voto racional e desvinculação de Lula dos casos de corrupção

Os resultados do texto mostram que os eleitores que participaram da pesquisa escolheram Lula em 2006 a partir de uma avaliação racional.

Ou seja, eles perceberam que o país havia passado por avanços socioeconômicos e por isso queriam a reeleição do ex-presidente. E no que se refere aos escândalos de corrupção, a tendência foi de desvincular Lula dos casos envolvendo o PT.

Conheça mais 3 exemplos de pesquisa qualitativa na área da Saúde tocando aqui.

Entendendo a fundo como pesquisa qualitativas como essas anteriores são feitas

Será que é tão difícil fazer uma pesquisa qualitativa como foi exemplificado anteriormente no texto? Bom, isso depende de alguns fatores.

Depende do quão você sabe e o quão disposto está para colocar em prática, e foi pensando nisso que a IBPAD resolveu facilitar a vida de quem precisa fazer pesquisa qualitativa de modo fácil. Até mesmo para quem não sabe nada sobre o assunto.

---
Para quem quer se aprofundar mais no uso de dados na política, o Ibpad lançou uma Formação completa com quatro cursos incríveis, confira:

Dados & Mapas – Identifique regiões de eleitores leais utilizando bases geolocalizadas
Pesquisas Eleitorais – Para tomar decisões corretas utilizando pesquisas de opinião
Pesquisa Qualitativa – Para entender como os eleitores pensam utilizando grupos focais
Inteligência de Dados em Mídias Sociais – Para quem quer ser relevante nas redes monitorando e analisando dados online